Notícias

 

Projecto de Alimentação Escolar promove aulas de ensino bilingue através da rádio e televisão

2020-05-07

A propagação do SARS-CoV-2 em Moçambique e no mundo já ganhou contornos alarmantes afectando a milhares de pessoas e, consequentemente condicionando o funcionamento pleno de diversas áreas económicas e sociais. Á semelhança dos outros países, em Moçambique, por exemplo, no âmbito do reforço das medidas de prevenção do novo coronavirus, o sector da educação foi o primeiro a interromper as suas actividades.

Um comunicado à nação pelo do Presidente da República, anunciava o encerramento de todas as escolas públicas e privadas, do ensino pré-escolar ao ensino superior, com efeito a partir de 23 de Março último, deixando a milhares de crianças em casa e sem poder ter aulas.

Como forma a mitigar os efeitos da COVID-19, a ADPP através do seu projecto de Alimentação Escolar, “Comida para o Saber”, na componente de literacia e a Planet Aid, em coordenação com o Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano (MINED), iniciaram um programa de transmissão de aulas do ensino bilingue através das rádios comunitárias e pela televisão.

Esta iniciativa é patrocinada pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos da América (USDA) e vai abranger as disciplinas de Xichangana para os alunos da 1ª a 3ª classes e para os alunos da 3ª classe no ensino bilingue.

As rádio-aulas são transmitidas pelas rádios comunitárias dos distritos onde o projecto “ Comida para o Saber” está a ser implementado, nomeadamente os distritos de Manhiça, Magude, Matutíne e Momba, e pelo emissor provincial de Maputo da Rádio Moçambique. As aulas através da televisão são transmitidas pela Televisão de Moçambique (Delegação provincial de Maputo), cujos horários para ambas as plataformas obedecem a três horas ao dia.

As aulas de rádio e televisão são projectadas para a prática dos alunos, como forma de irem aperfeiçoando a fonética, o vocabulário, a fluência e a compreensão. Esses componentes são direccionados através de práticas guiadas, incluindo a leitura e escrita de histórias e outras actividades semi-estruturadas lideradas pelo professor que guia a transmissão de rádio ou televisão, e utilizam os materiais de aprendizagem que os alunos têm em casa. Além disso, as lições fornecem estratégias para incentivar os membros da família (alfabetizados ou não) a apoiar a aprendizagem dos alunos e a prática de alfabetização em casa.

Esta iniciativa conjunta visa engajar os alunos e os professores a promover a continuidade das suas actividades lectivas mesmo que as escolas permaneçam encerradas por razões que visam mitigar a propagação do novo coronavírus nos seio da comunidade estudantil, em particular, e da população moçambicana no geral.

Mais Notícias

14.000 pessoas recebem informação sobre tuberculose
2020-04-24
O Projecto Mozambique Local TB Response (Resposta Local à TB em Moçambique) teve o seu início em setembro de 2019 e está sendo  implementado em 20 distritos de 4 províncias do país: Nampula, Zambézia, Sofala e Tete.
Escola de Formação de Professores de Maputo e Chimoio iniciam o ano lectivo de 2020
2020-02-19
Teve inicio esta semana o ano lectivo 2020 nas Escolas de Professores de Maputo e Chimoio para o currículo 10ª +3, sendo que para as restantes escolas, nomeadamente, EPF Gaza, Inhambane, Nhamatanda, Macuse, Nacala, Nametíl, Niassa, Tete, com o currículo 10ª +1, o início das aulas está previsto para daqui a mais duas semanas.
A educação bilingue contribui para o sucesso escolar
2020-02-25
A ministra da Educação e Desenvolvimento Humano, Carmelita Namashulua defendeu sexta-feira última que o ensino Bilíngue tem contribuído para o sucesso escolar nas escolas onde esta modalidade de ensino é implementado.