Notícias

 

Projecto Apoiar a Ler melhora habilidades de leitura em Nampula

2022-06-15

O Ensino bilingue foi introduzido em Moçambique em 2003 como uma estratégia para impulsionar o processo de ensino e aprendizagem nas crianças, bem como para o reforço à leitura e escrita nas classes iniciais, visto que as crianças aprendem melhor na língua que mais dominam.  

Apoiar1

O projecto Apoiar a Ler!  financiado pela USAID-Moçambique, e implementado pelo consórcio liderado pela e constituído pela APRODER, h2n e UniRovuma, está a reforçar à leitura em 12 distritos da província de Nampula, nomeadamente “Rapale, Mecuburi, Ribaue, Lalaua, Malema, Morrupula, Mogovolas, Moma, Monapo, Mossuril, Memba e Erati”, abrangendo 750 escolas primárias. Uma das suas actividades foi o concurso de leitura que premiou os alunos com maior pontuação na leitura, respectivos professores e escolas, numa cerimónia que coincidiu com a  celebração do Dia Internacional da Criança, no distrito de Monapo, que este ano decorreu sob o lema “A PAZ RESIDE NO SORRISO DE UMA CRIANÇA” à margem do Septuagésimo segundo aniversário da sua criação pelas Nações Unidas.

A cerimónia que teve início com deposição de uma coroa de flores na praça dos heróis moçambicanos, na vila de Monapo, contou com a presença da Directora Nacional Adjunta do Ensino Primário, Dra. Graça Cumbe, do Administrador do distrito de Monapo, Sr.Araujo S, do Director do projecto Apoiar a Ler, Mário Pacate, do Assessor Provincial de USAID, Raju Lourenço, Líderes Comunitários, Directores de Escolas, alunos e professores provenientes de diferentes escolas participantes do concurso de leitura, ao nível do distrito de Monapo.

O concurso de leitura iniciou na fase de turmas, escolas, Zona de Influência Pedagógica (ZIP), Localidade, Posto Administrativo e, os apurados concorreram a fase distrital onde os vencedores foram premiados com um kit composto por uma pasta contendo 10 cadernos, 10 lápis, um estojo e uma caixa de lápis de cor. Igualmente, os alunos com maior pontuação levaram às respectivas escolas dois pares de equipamento para futebol onze, bolas e aos três alunos que ocuparam os primeiros lugares nas duas modalidade, o seu professor recebeu um telemóvel.

O concurso de leitura está plasmado no regulamento do Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano, através do Plano Nacional de Acção de Leitura e Escrita, com objectivo de estimular os alunos o gosto pela leitura.

O concurso foi dividido nas modalidades monolingue e bilingue e, os concorrentes são alunos do primeiro grau. Cada criança devia ler um texto de 100 palavras em um minuto e, o júri anotava o número de palavras lidas erradamente para atribuir a pontuação.

1

O representante da USAID, referiu-se à demonstração das habilidades de leitura das crianças como resultado do envolvimento dos pais e encarregados de educação, na educação das suas crianças.

“A educação acontece entre o aluno e o professor, contudo por se tratar de uma actividade tão importante para o desenvolvimento de qualquer nação, deve ser apoiada pela comunidade e os pais. Quando os pais reforçam a leitura, a escrita e a matemática em casa, os filhos adquirem melhores resultados na escola, principalmente nos primeiros anos de escolaridade” - disse.

3

Graça Cumbe, manifestou a satisfação do MINEDH pela colaboração do projecto Apoiar a Ler! na implementação do Plano Nacional de Acção de Leitura e Escrita, cujo objectivo é promover acções que incentivem o gosto pela leitura e escrita dos alunos com o envolvimento de todos os seguimentos da sociedade, incluindo os pais e encarregados de educação. No final do seu discurso, convidou o implementador para a promoção do concurso de leitura em outros distritos da província de forma a abranger a mais crianças.

2

O Administrador do distrito, disse que a problemática da qualidade de ensino na componente de leitura e da escrita nas classes iniciais constitui um desafio no sector da educação e que pelo seu impacto, acaba sendo uma preocupação de toda a sociedade. E por conta disso, uma das prioridades do programa Quinquenal do Governo 2020-2024 é de potenciar a aquisição de habilidades e de competências essenciais de leitura, escrita e cálculos básicos nas crianças.

6

O Director do projecto espera que as acções do projecto elevem o envolvimento dos pais e encarregados de educação e que, também incentivem os esforços dos professores e, por fim inspirar aos demais alunos das escolas beneficiárias e outras sobre a importância da leitura.

Mário Pacate deu a garantia de que o concurso de leitura terá lugar nos restantes distritos nos mesmos moldes que este está seguir até a fase distrital e, e os melhores alunos serão premiados a si e as respectivas escolas.

Mais Notícias

Escola de Formação de Professores de Maputo e Chimoio iniciam o ano lectivo de 2020
2020-02-19
Teve inicio esta semana o ano lectivo 2020 nas Escolas de Professores de Maputo e Chimoio para o currículo 10ª +3, sendo que para as restantes escolas, nomeadamente, EPF Gaza, Inhambane, Nhamatanda, Macuse, Nacala, Nametíl, Niassa, Tete, com o currículo 10ª +1, o início das aulas está previsto para daqui a mais duas semanas.
Projecto Nikhalamo empondera mais de 5.000 raparigas no distrito de Namacurra
2020-04-14
Mais de cinco mil raparigas vulneráveis do distrito de Namacurra, na província da Zambézia, beneficiaram-se desde Abril de 2014 até Março de 2020 de um apoio do projecto de educação da rapariga, denominado Nikhalamo (Vou ficar aqui).
EPF Maputo retoma às aulas presenciais no contexto da pandemia do Covid-19
2020-09-14
A Escola de Professores de Futuro Maputo retomou no dia 8 de Setembro às aulas presenciais no âmbito do abrandamento de algumas medidas de prevenção do COVID-19 no país.