A Experiência Profissional No Ensino Bilingue

PrimarySchool RobertoO meu nome é Roberto Neves Cuinica, de 35 anos de idade e professor há 9 anos na EPC Manguendene, dos quais 7 no ensino do 1º Ciclo.

Durante a minha trajectória profissional muitos foram os desafios com os quais me deparei que, de forma criativa e peculiar, foram ultrapassados. Entre eles posso destacar o baixo rendimento escolar dos alunos na disciplina de Português, a dificuldades de os alunos se expressarem facilmente na Língua Portuguesa, baixo número de alunos que sabia ler e escrever nas várias classes em que leccionei.

Em 2017, fui desafiado a fazer parte da equipa de professores que iriam leccionar na modalidade do Ensino Bilingue. Para o efeito, foi necessária a minha participação em sessões de formação para melhor perceber o horizonte metodológico do Ensino Bilingue. Deste modo, na qualidade de orientador do processo de ensino e aprendizagem, usando a L1 (Xichangana), quero salientar que o ambiente de aprendizagem nesta modalidade é muito competitivo, pois todos os alunos querem participar na aula e falar sobre as suas experiências na sua família ou falar do que aprenderam na sala de aulas. Como resultado, os alunos das turmas bilingues são muito expressivos e participativos, o que exige do professor uma alta capacidade de gestão e domínio da turma. Com isto quero referir que o ensino bilingue veio melhorar a qualidade de ensino, valorizar a língua e cultura das comunidades.

Os factores que permitiram que houvesse sucesso no meu trabalho no Ensino Bilingue foram:

  • Participação em capacitações sobre metodologias de ensino na modalidade Bilingue;
  • Uso de materiais que promovem uma boa aprendizagem;
  • Troca de experiências entre professores e com o facilitador de leitura.
  • Uso de livros de leitura, livro de leitura em voz alta e livros descodificáveis. Estes ajudaram muito e são indispensáveis no processo de ensino e aprendizagem, pois motivam os alunos a participarem na aula e promovem uma boa aprendizagem. Por outro lado, os manuais de orientações metodológicas ajudam o professor na planificação e na definição de estratégias do ensino.
  • O uso das práticas de ensino inovadoras tais como o método de instrução, o ensino da leitura e escrita com base nos 5 elementos, metodologias de ensino da oralidade e da leitura na 1ª e 2ª Classes e a planificação de aulas.

Em gesto de conclusão quero bendizer a modalidade de ensino Bilingue, pois com ela vamos mudar o cenário de baixo aproveitamento dos alunos. É impressionante e divertido ver alunos da 1ª classe a ler histórias, facto que leva os professores das outras turmas da modalidade monolingue assistirem às minhas aulas.

Não quero deixar de lado o apoio da ADPP em materiais de em matérias de ensino importantíssimos para a leitura e escrita motivando os alunos a permanecerem na escola.

O apoio dos facilitadores aos professores em vários momentos, tais como: planificação, produção de materiais, jogos de leitura, uso das metodologias e na organização da turma, tem contribuído para a melhoria da qualidade de ensino.

Rostos - Educação